Para os amantes de esportes olímpicos
Início » Inverno » Corte anula penas de 28 atletas russos punidos por doping

Corte anula penas de 28 atletas russos punidos por doping

A Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em ingês) anunciou na quinta-feira, dia 1º, que 28 atletas russos punidos por doping tiveram suas penas anuladas.A entidade recebeu recursos de 42 atletas da Rússia contra a medida sancionada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), no entanto, apenas 28 deles conseguiram invalidar suas respectivas penas.

Mesmo assim, nenhum dos 28 atletas russos possui o direito de disputar os Jogos Olímpicos de Inverno, em PyeongChang, que começará no dia 9 de fevereiro, já que dependeriam de convites do COI.

“Não ser sancionado não confere automaticamente o privilégio de um convite. Nesse contexto, também é importante notar que o Secretário Geral do CAS garantiu que a decisão da Corte não significa que esses 28 atletas sejam declarados inocentes”, escreveu o COI em nota.

Segundo o CAS, os 28 atletas que foram absolvidos não tiveram evidências suficientes para comprovar que violaram o exame antidoping. Outras 11 apelações foram aceitas parcialmente e outras três ainda serão julgadas.

Por conta do escândalo de doping no esporte da Rússia, o país foi parcialmente banido dos Jogos Olímpicos de Inverno, e seus atletas disputarão os jogos sob bandeira neutra.

*** Com informações da Ansa

Gisèle de Oliveira

Gisèle de Oliveira

Jornalista apaixonada por esportes desde sempre, foi correspondente internacional do “Diário Lance!” na Austrália, quando cobriu os preparativos para os Jogos Olímpicos de Sydney-2000, e editora do jornal no Rio de Janeiro, trabalhou na “Gazeta Esportiva” e foi colaboradora de especiais da revista “Placar”, entre outras experiências fora do universo esportivo. Mineira de nascimento, paulistana de coração, é torcedora inabalável de Rafael Nadal, Michael Phelps, Messi e Rafaela Silva. Adora tênis, natação, judô, vôlei, hipismo e curling (sim, é verdade). Sagitariana e são-paulina teimosa, agradece por ter visto a Seleção de futebol de 82 de Telê, o São Paulo também do mestre Telê, o Barcelona de Guardiola e a Seleção de vôlei de Bernardinho em seu auge. Ah, chora em conquistas esportivas, e não apenas de brasileiros.

Adicionar comentário