Para os amantes de esportes olímpicos
Início » Bola » Exibição entre Federer e Zverev bate recorde de público no México

Exibição entre Federer e Zverev bate recorde de público no México

Dono de vários recordes, Roger Federer agora pode dizer que é um dos protagonistas da partida de tênis com maior público da história. A exibição contra o alemão Alexander Zverev reuniu 42.517 pessoas na Plaza México, conhecida como Praça de Touros, na Cidade do México.

“Nunca vou esquecer dessa noite mágica na Cidade do México com Alexander Zverev. 42.517 pessoas vieram. Nós quebramos esse recorde juntos. Viva México”, disse o suíço, que venceu o duelo por 2 sets a 1 (3-6, 6-4 e 6-2).

“Eu não vinha para cá há 23 anos e isso foi um erro. Nunca me esquecerei desse dia e nada será suficiente para agradecer a todos vocês. Prometo que vou voltar e que não vai demorar tanto tempo”, completou.

Zverev exaltou Federer e afirmou que só levará boas memórias. “É impossível me comparar com ele. O que ele fez para o tênis é incrível. Vir ao México é sempre especial para mim, mas hoje eu levarei as melhores lembranças, mesmo tendo perdido o jogo”, disse o alemão, que foi o rival do número 3 do mundo em uma série de exibições pela América Latina.

A tour passou por Argentina e Chile antes de chegar o México. O duelo na Colômbia, que aconteceria na sexta-feira passada, foi cancelado por um toque de recolher após protestos em Bogotá. O último compromisso é neste domingo no Equador.

O recorde de maior público em uma partida de tênis era até então de uma partida entre Serena Williams e Kim Clijsters em 2010. Elas reuniram 35.681 pessoas em um estádio de futebol em Bruxelas, na Bélgica.

Porém, o recorde do duelo entre Federer e Zverev deve cair em fevereiro do ano que vem. O suíço vai enfrentar Rafael Nadal em uma partida beneficente no Cape Town Stadium, construído para Copa do Mundo de 2010, na Cidade do Cabo, na África do Sul. O local tem capacidade para mais de 50 mil espectadores.

Gisèle de Oliveira

Gisèle de Oliveira

Jornalista apaixonada por esportes desde sempre, foi correspondente internacional do “Diário Lance!” na Austrália, quando cobriu os preparativos para os Jogos Olímpicos de Sydney-2000, e editora do jornal no Rio de Janeiro, trabalhou na “Gazeta Esportiva” e foi colaboradora de especiais da revista “Placar”, entre outras experiências fora do universo esportivo. Mineira de nascimento, paulistana de coração, é torcedora inabalável de Rafael Nadal, Michael Phelps, Messi e Rafaela Silva. Adora tênis, natação, judô, vôlei, hipismo e curling (sim, é verdade). Sagitariana e são-paulina teimosa, agradece por ter visto a Seleção de futebol de 82 de Telê, o São Paulo também do mestre Telê, o Barcelona de Guardiola e a Seleção de vôlei de Bernardinho em seu auge. Ah, chora em conquistas esportivas, e não apenas de brasileiros.

Adicionar comentário