Para os amantes de esportes olímpicos
Início » Água » Sigo Esporte é a nova plataforma de financiamento para atletas

Sigo Esporte é a nova plataforma de financiamento para atletas

A inicitiva privada encabeça um novo projeto para alavancar recursos para o esporte brasileiro. O Sigo Esporte é uma plataforma de financiamento para atletas e foi apresentada em evento nesta terça-feira, 11, em São Paulo.

Ana Moser puxa a lista de esportistas reconhecidos que estão apoiando a iniciativa. A medalhista olímpica, inclusive, fechou parceria com o projeto por meio do Instituto de Esporte & Educação (IEE), que é presidido por ela. Diego Hypolito, Maurren Maggi, Poliana Okimoto, Leandro Guilheiro e Rosamaria Montibeller são outros nomes que estiveram presente no lançamento.

O objetivo da plataforma é possibilitar que a sociedade possa ajudar financeiramente atletas em qualquer estágio da carreira para que eles não dependam apenas de verbas públicas e patrocínios convencionais.

“Essa plataforma possibilita que o atleta se autosustente com um mínimo de dinheiro, que pode ser para uma pessoa que está olhando de cima, mas R$ 500 para uma criança que está iniciando é total incentivo para que ela não desista do esporte”, declarou Hypolito.

O ginasta ainda relembrou da sua própria trajetória para defender o projeto. “Muitas vezes as pessoas acabam não tendo o acesso e o sonho dela é rompido no meio do caminho. Eu sou o exemplo disso, vim de uma realidade muito pobre, de não ter o que comer. Você tem que pensar que nosso país é enorme, mas o esporte não se desenvolve porque você só consegue trabalhar com os heróis. Para o Diego ser um medalhista olímpico, ele teve que ser quase um super-herói. Caiu em uma Olímpiada, teve que cair em outra e ainda tentou ir na próxima. Você imagina o quanto de pessoas que saem de comunidades que vão ter oportunidade [com a plataforma]? O que me preocupa é que os atletas não tem oportunidade. O interesse só acontece de cima para baixo. O que mais me interessou nisso é que vai começar de baixo para cima”, argumentou.

“Esse é um diferencial muito grande, um conceito, dissiminar isso nas comunidades que temos acesso, atletas de elite e de amadores. É dificil ter acesso a prática esportiva, dificil construir um caminho dentro do esporte, é difícil viabilizar e manter grupos”, complementou Ana Moser.

O público poderá contribuir de maneiras distintas. A primeira possibilidade é o pagamento de uma mensalidade de R$ 29,90. Em contrapartida, os assinantes terão acesso a conteúdo exclusivo e também receberão descontos na contratação de serviços e ingressos de cinema, entre outras ações. Também será possível fazer uma doação direta para um esportista específico.

Além disso, o aplicativo do Sigo Esporte ainda funcionará como forma de pagamento. Estabelecimentos comerciais e serviços poderão apoiar o projeto e disponibilizar uma parte do valor das compras para a inicitiva. Isso será feito por meio da tecnologia de QR Code.

Gisèle de Oliveira

Gisèle de Oliveira

Jornalista apaixonada por esportes desde sempre, foi correspondente internacional do “Diário Lance!” na Austrália, quando cobriu os preparativos para os Jogos Olímpicos de Sydney-2000, e editora do jornal no Rio de Janeiro, trabalhou na “Gazeta Esportiva” e foi colaboradora de especiais da revista “Placar”, entre outras experiências fora do universo esportivo. Mineira de nascimento, paulistana de coração, é torcedora inabalável de Rafael Nadal, Michael Phelps, Messi e Rafaela Silva. Adora tênis, natação, judô, vôlei, hipismo e curling (sim, é verdade). Sagitariana e são-paulina teimosa, agradece por ter visto a Seleção de futebol de 82 de Telê, o São Paulo também do mestre Telê, o Barcelona de Guardiola e a Seleção de vôlei de Bernardinho em seu auge. Ah, chora em conquistas esportivas, e não apenas de brasileiros.

Adicionar comentário